PROPOSTAS DE TAXONOMIAS PARA ÓRGÃOS E ENTIDADES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL E OUTROS ENTES DE COOPERAÇÃO E COLABORAÇÃO

A série de publicações intitulada Inovação na Gestão Pública resulta da exitosa cooperação técnica entre a Secretaria de Gestão Pública (Segep) e a Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (Aecid) e nasceu da necessidade de organizar e disseminar o conhecimento sobre a temática de gestão pública produzido na secretaria.

Essa cooperação tem como objetivo a identificação de novos paradigmas e soluções para a gestão pública democrática voltada para resultados e tem possibilitado ao governo brasileiro avançar nos estudos e debates sobre
alternativas de organização do aparelho governamental e modelos de avaliação de desempenho e resultados.

O quarto volume desta série apresenta dois estudos que analisam a taxonomia para órgãos e entidades da Administração Pública Federal e outros entes de cooperação e colaboração de perspectivas diferentes. O primeiro estudo, realizado pelo consultor Luiz Arnaldo Pereira da Cunha Junior, analisa e faz sugestões de aperfeiçoamento nos modelos das organizações e dos instrumentos de implementação de políticas públicas, com foco no Poder Executivo.

Ressalte-se, assim, que esse estudo não reflete as diretrizes ou orientações de governo. Trata-se de importante material de pesquisa que poderá, talvez, inspirar melhorias no modelo de aparelho de Estado no Brasil como resposta aos desafios de uma gestão pública democrática voltada para resultados.

O segundo estudo foi realizado pela Secretaria de Gestão Pública, de autoria de Valéria Alpino Bigonha Salgado, com a colaboração de Valdomiro José de Almeida. Consiste em um modelo taxonômico de análise das formas de
exercício das funções executivas do Estado na regulação social e na economia, construído a partir das disposições legais e normativas atualmente vigentes no âmbito do Poder Executivo Federal.

Data de publicação: 
domingo, 1. Janeiro 2012

Tipo de publicação: